Como escolher o melhor sistema de roteirização

[pathfind][linkedin][7 julho]Como escolher o melhor sistema de roteirizacao]2-1

Alguns anos atrás, Neil Armstrong deixou o alerta de que o que poderia parecer um pequeno passo para o homem, seria um grande salto para a humanidade

A frase, que registrou a chegada do homem à lua, pode ser adaptada para pequenas, médias ou grandes empresas de logística: uma pequena ferramenta para um pequeno planejamento, um grande salto em direção ao sucesso. 

Essa pequena ferramenta não se chama milagre e é bem fácil de usar. Ela se chama roteirizador de entregas. Mas, como escolher o melhor sistema de roteirização?

O que o roteirizador pode fazer por sua empresa?

Um bom sistema de roteirização, para auxiliar de forma mais adequada no planejamento e nas entregas de cada empresa, leva em conta vários fatores: 

  • Quantidade de motoristas e de veículos;

  • Condições de trânsito;

  • Tempo gasto em cada trajeto percorrido;

  • Gastos com combustível e pedágio;

  • Detalhes sobre as cargas (pesos, volumes, tipos e valores);

  • Restrições de prazos e muito mais.

Contar com o roteirizador é permitir que o sistema, levando em conta fatores como os mencionados acima, determine qual o melhor itinerário para determinada frota e, além disso, seja capaz de, quando necessário, gerar rotas para mais de um veículo e para mais de um destino simultaneamente. Entregas mais rápidas e maior segurança para motoristas, mas também para produtos, são resultados quase imediatos da utilização de um roteirizador adequado.

Quais fatores levar em conta ao escolher o sistema de roteirização?

Para qualquer empresa, independente do porte, um bom sistema de roteirização é aquele que possibilita: redução de custos; aumento do faturamento; aumento da produtividade e redução de riscos, como consequência da padronização de processos. 

Quando uma empresa seleciona o seu roteirizador de entregas, deve ponderar, por exemplo:

1) Se há necessidade na redução de horas trabalhadas (e de horas extras, portanto) da equipe de logística como um todo;

2) Se o trabalho está adequado às legislações vigentes em todo o território nacional, inclusive àquelas vinculadas ao trabalho dos motoristas;

3) Se ainda não utiliza um sistema totalmente integrado (para, desta forma, selecionar um roteirizador que permita a união também com softwares de gestão de produtos e também de rastreio de veículos e cargas);

4) Se o software a ser aplicado é um sistema de fácil acesso, manuseio e interpretação, que possa ser utilizado em qualquer computador ou smartphone e que não consuma dados em excesso para a utilização;

5) Se o software a ser aplicado permite armazenamento de dados em nuvem e geração de relatórios detalhados ou simplificados.

Armazenamento de dados e suporte técnico são diferenciais importantes

Um bom sistema de roteirização também recolherá dados e informações suficientes para que, ao longo do tempo, a empresa de logística consiga desenvolver um melhor planejamento de entregas, além de conhecer as restrições e as requisições específicas de cada cliente.

E mais: permitirá mudanças e ajustes mesmo quando a logística já estiver em andamento. Também manterá à disposição da empresa uma equipe de atendimento e de suporte, de máxima eficiência e que esteja disponível a qualquer momento.

Não esqueça!

Vale destacar que, antes da aplicação do roteirizador na rotina de trabalho de uma empresa de logística, é de fundamental importância realizar a organização das demandas de transporte de cargas e também dos horários de atuação de cada motorista e de circulação de cada caminhão ou veículo. É importante, ainda, determinar com o máximo possível de precisão a localização geográfica dos pontos de entregas.

Assinatura Cesar

CTA Logística Verde

logistica

Você já conheçe ou pratica logística verde? Baixe nosso ebook e saiba tudo sobre o tema.

BAIXAR

Se inscreva em nosso boletim informativo

Enviaremos somente conteúdos realmente relevantes.