Como reduzir o custo de logística para transportadoras

Como-reduzir-o-alto-custo-de-logistica-para-transportadoras

Conheça 4 atitudes que vão ajudá-lo a otimizar os processos e a reduzir os custos de logística para transportadoras.

O custo de logística para transportadoras costuma ser um dos principais gargalos do negócio. Afinal, se não houver produtividade no transporte, a competitividade da empresa cai e os riscos aumentam. 

Além disso, quando os custos aumentam, é comum que cortes começam a ser realizados. E, como o negócio consiste no transporte de mercadorias, a atitude tende a impactar negativamente na competitividade da empresa.

O que pode ser feito, então, para reduzir custos de logística em uma transportadora? Veja algumas dicas que podem ajudá-lo nesta difícil e complexa tarefa!

1. Monitore processos

Reduzir custos não significa sair cortando despesas. Especialmente porque este tipo de atitude tende a comprometer a produtividade e a competitividade da empresa quando não é realizado de maneira correta.

O grande segredo em reduzir custos está em fazê-lo sem que isso impacte nas vendas ou na qualidade percebida pelo cliente. E, para tanto, é preciso entender onde estão os gargalos e quais os seus impactos em toda a operação.

Portanto, o primeiro passo para reduzir custos logísticos para transportadoras está em justamente fazer um diagnóstico do cenário atual.

Elenque todos as etapas do processo e entenda onde há perda de tempo ou de recursos. Com isso, ficará muito mais simples e efetivo de eliminar o que não faz sentido e otimizar o que está aquém do esperado.

2. Faça previsões de demanda

Estimar a demanda da empresa para os próximos meses faz toda a diferença para estabelecer uma operação mais inteligente e menos custosa.

Uso os dados dos períodos anteriores para entender se há sazonalidade de pedidos. Depois, cruze essas informações com o aquecimento do mercado para prever a demanda futura.

Com isso, ficará mais fácil de organizar a operação e prever o quanto da frota será usada, assim como os recursos que precisarão ser empregados. Consequentemente, a utilização deles será mais adequada, evitando a ociosidade de funcionários e veículos.

Além disso, estar preparado para situações incomuns, seja de mais ou menos demanda, é importante para evitar que a empresa desperdice recursos. Ou, então, precise tomar medidas de urgência para atender aos clientes, o que costuma custar muito mais caro.

3. Atente-se à manutenção

Para ganhar mais eficiência no negócio, as frotas precisam estar em bom funcionamento. Afinal, é isso que permite que os veículos estejam disponíveis sempre que houver necessidade.

Aqui, novamente, se antecipar e investir em manutenção preventiva faz toda a diferença para reduzir custos. Afinal, manutenções de emergência sempre saem mais caro, além de prejudicar toda a operação do negócio e, assim, impactar em cancelamentos de pedidos ou insatisfações de clientes.

A dica é criar um calendário de manutenções periódicas e segui-lo à risca. Dessa forma, a frota é mantida sempre em dia e gastos inesperados são evitados.

4. Otimize as rotas

Por fim, otimizar as rotas é uma das atitudes que mais ajudam transportadoras a reduzirem gastos. Além de aumentar a agilidade das entregas e prolongar a vida útil dos veículos.

Com um roteirizador é possível planejar as melhores rotas de entrega e, assim, reduzir os gastos por quilômetros rodados. Além disso, a tecnologia ajuda a padronizar processos e a monitorar as entregas, facilitando na identificação de gargalos logísticos.

Dessa forma, é possível garantir que os motoristas estão cumprindo com as boas práticas e as rotas escolhidas são, de fato, a melhor opção.

Que tal começar a redução de custos logísticos planejando melhor as suas rotas? Veja como um roteirizador pode ajudá-lo com isso!

Assinatura Cesar

CTA Cálculo ROI

logistica

Você já conheçe ou pratica logística verde? Baixe nosso ebook e saiba tudo sobre o tema.

BAIXAR

Se inscreva em nosso boletim informativo

Enviaremos somente conteúdos realmente relevantes.