Desafios para ganhar produtividade na distribuição fracionada

Quais-os-principais-desafios-para-ganhar-produtividade-na-distribuição-fracionada

A distribuição fracionada consiste em transportar pequenas remessas de produtos. Ao mesmo tempo em que a modalidade garante o cumprimento dos prazos aos clientes, as cargas fracionadas podem aumentar os gastos da empresa.
Ainda assim, é possível trabalhar com a distribuição fracionada e diminuir custos com o transporte e melhorar a produtividade operacional.

 

Veja, a seguir, os principais desafios em trabalhar com este modelo e algumas soluções que podem ser adotadas para aumentar a eficiência!

 

1. Separação e envio de carga

Em um processo logístico de cargas fracionadas, as entregas serão pulverizadas em diversos pontos e vários clientes serão atendidos.
Portanto, um dos grandes desafios está em distribuir as cargas entre a frota de maneira adequada para reduzir a ociosidade ou os deslocamentos desnecessários.
Otimizar significa somar: tamanho da mercadoria, veículo adequado e rota, desta forma o melhor veículo apto a transitar pelas vias corretamente abastecido faz entregas de maneira rápida e segura. 

 

2. Consolidação de carga 

Muitas vezes, nas entregas fracionadas, os caminhões saem para entrega sem que estejam com a sua capacidade totalmente aproveitada.
Para contornar esse problema, é br>Aqui, a consolidação de cargas pode ser uma boa alternativa. Por meio dela, os pedidos ficam um tempo em aguardo para que seja atingido um volume maior de entrega para uma região.
Com isso, a quantidade de deslocamentos diminui e você assegura que os caminhões só circulem em sua capacidade ideal.

 

3. Cobrança adequada de frete

É fundamental usar tabelas de frete para precificar o serviço e facilitar a conferência das faturas pelos embarcadores.
Como na distribuição fracionada há um rateio dos custos de transporte entre os clientes atendidos, a tabela de frete precisa ser extremamente organizada e estar à disposição para que não haja confusões. 

 

4. Entrega last mile

Essa é a última etapa de um processo de distribuição, quando a carga sai de um Centro de Distribuição e vai direto para os clientes finais. Justamente por ser mais complexa, ela é a mais desafiadora e, portanto, pode acabar se tornando a mais custosa.
Aqui, é preciso considerar os prazos de entrega e as limitações de circulação. Dessa forma, é fundamental contar com um bom planejamento e estudar a possibilidade de circular com veículos menores.
Assim, o uso de um sistema de roteirização faz toda a diferença, uma vez que ele permite organizar as entregas considerando as melhores rotas e a capacidade dos veículos, bem como as limitações de circulações que possam haver no percurso.

 

5. Planejamento de rotas

Como a distribuição fracionada não ocorre apenas para um destino, o planejamento adequado de rotas faz toda a diferença para atender a todos os clientes dentro do prazo e reduzir os custos logísticos.
Com um sistema de roteirização é possível considerar todas as variáveis importantes do processo, como distância, quantidade de pontos atendidos, gastos com combustível, capacidade da frota e prazos.
Com isso, o planejamento de rotas é realizado com mais segurança e agilidade, reduzindo consideravelmente os custos das entregas fracionadas.

Portanto, contar com um roteirizador é fundamental para que os cálculos sejam feitos de maneira automática e a sua equipe tenha acesso aos melhores trajetos!

Assinatura Cesar

CTA Cálculo ROI

logistica

Você já conheçe ou pratica logística verde? Baixe nosso ebook e saiba tudo sobre o tema.

BAIXAR

Se inscreva em nosso boletim informativo

Enviaremos somente conteúdos realmente relevantes.