Você sabe qual o tempo de carga e descarga da sua frota?

você-sabe-qual-o-tempo-de-carga-e-descarga-da-sua-frota

O processo de recepção e expedição de mercadorias são práticas fundamentais do transporte rodoviário. 
Poucos procedimentos são tão rotineiros quanto à carga e descarga de mercadorias e diversas empresas, seja qual for o porte, realizam esse processo inúmeras vezes por semana.

Mas você sabe qual o tempo que sua frota utiliza para que essas ações sejam executadas? Será que estão dentro das normas estabelecidas?
Existem diretrizes básicas para que a chegada e saída de mercadorias e caminhões sejam bem gerenciadas e realizadas com qualidade e segurança. 
E para evitar ser pego de surpresa com normas e leis, há alguns pontos importantes que o gestor de frotas deve ficar atento na hora de estruturar a logística dentro de sua empresa.

 

A Lei do Caminhoneiro

Em abril de 2015 entrou em vigor a Lei 13.103/2015, que organiza temas referentes à jornada de trabalho e o tempo de direção do motorista profissional, além de tornar ainda mais rigorosa o processo de carga e descarga de mercadorias. 
Apesar dos impactos da nova obrigatoriedade, o principal item que chamou mais atenção foi a determinação de uma multa em função do atraso para o descarregamento.
No §5º do art. 11 da Lei ficou estabelecido que “o prazo máximo para carga e descarga do Veículo de Transporte Rodoviário de Cargas será de 5 (cinco) horas, contadas da chegada do veículo ao endereço de destino e a partir da quinta hora de atraso, deve-se pagar ao Transportador Autônomo de Carga - TAC ou à ETC, o valor de R$1,38 por tonelada/hora ou fração”. 
O §6º do mesmo artigo 11 estabelece que ”deve servir como base para este cálculo a capacidade total de transporte do veículo, que será atualizada, anualmente, de acordo com a variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor – INPC.”
Lembrando que é indispensável a comprovação do horário de chegada do caminhão nas dependências dos respectivos estabelecimentos, sob pena de serem punidos com multa a ser aplicada pela Agência Nacional de Transportes Terrestres - ANTT, que não excederá a 5% (cinco por cento) do valor da carga

 

Você que é Gestor, sabe que não basta ter somente esses dados! É preciso estar atento em muitos outros fatores.

A logística se destaca por ser um segmento com forte potencial de economia e a tecnologia é uma grande aliada nesse processo, pois permite ações estratégicas mais ágeis dentro da empresa. 
>E para que o planejamento da sua operação seja ainda mais eficiente, criamos uma ferramenta para você calcular seu ROI (Return On Investiment) mais rapidamente e com uma redução de até 22% nos custos. Dessa forma é possível você avaliar os resultados de sua operação e perceber o quanto os investimentos realizados estão se transformando em benefícios.
Gostou desse conteúdo? Então não deixe de assinar a nossa newsletter para continuar recebendo outros artigos como este.

Assinatura Cesar

CTA Cálculo ROI

logistica

Você já conheçe ou pratica logística verde? Baixe nosso ebook e saiba tudo sobre o tema.

BAIXAR

Se inscreva em nosso boletim informativo

Enviaremos somente conteúdos realmente relevantes.